MASP

Henry Raeburn

General sir William Maxwell, 1810-15

  • Autor:
    Henry Raeburn
  • Dados biográficos:
    Edimburgo, Escócia, 1756-Edimburgo, Escócia ,1823
  • Título:
    General sir William Maxwell
  • Data da obra:
    1810-15
  • Técnica:
    Óleo sobre tela
  • Dimensões:
    126 x 100,5 x 3 cm
  • Aquisição:
    Compra, 1958
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.00201
  • Créditos da fotografia:
    João Musa

TEXTOS



Pouco se sabe sobre o general Sir William Maxwell, além de sua participação nas Guerras de Independência dos Estados Unidos, de 1776-1777 a 1781. Em 1782, encontra-se definitivamente de retorno à Grã-Bretanha (Bardi 1963). Na ausência de referências biográficas disponíveis do modelo, Camesasca (1987, p. 150) pareceu aceitar sem dificuldades a tradição, segundo a qual o retrato dataria do início dos anos 9o. Nada é contudo menos convincente. É bem verdade que, no que se refere ao enquadramento da figura à altura do joelho, à sua pose nitidamente sugestiva de seu valor militar, e ao acorde cromático básico entre tonalidades creme-marrom em contraste com o vermelho, o retrato em questão aproxima-se muito do Retrato do Capitão David Birrel, pintado, segundo Thomson (1997, p. 80), no início dos anos 9o. Além disso, é possível que Raeburn pudesse inspirar-se, em ambos os casos, no Retrato de Lord Heathfield, da National Gallery de Londres, exposto na Royal Academy em 1788, justamente quando Raeburn, em seu retorno da Itália, faz uma estada em Londres (Thomson 1997, p. 60). Mas estas analogias são evidentemente genéricas. Indiscutivelmente mais conclusiva é a comparação do retrato do Masp com o Retrato de Sir Duncan Campbell of Barcaldine (The Fine Arts Museums of San Francisco), datado por Thomson (1997, p. 140) de c. 1812. Em ambas as figuras tudo é praticamente idêntico. A pose, a rotação precisa da cabeça em relação ao tronco, as posições de ambas as mãos, a distância do retratado em relação ao plano da tela, o ângulo de sotto in su obtido pela pose de ambos os modelos sobre um tablado, o fundo neutro marrom escuro, a técnica da modelagem do sistema de pregas das jaquetas vermelhas, enfim, o olhar estudadamente heróico de ambos os militares, são algumas apenas das coincidências que aconselham fortemente a datar a tela do Masp General Sir William Maxwell em torno de 1812. Um índice suplementar da conveniência de uma datação mais tardia é a idade provavelmente sexagenária do retratado, que induz a pensar que tivesse participado das Guerras de Independência americanas quando ainda jovem, entre 25 e 30 anos, e não como general, o que explica também sua pouca notoriedade na crônica histórica daquelas guerras.

— Autoria desconhecida, 1998


Fonte: Luiz Marques (org.), Catálogo do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo: MASP, 1998. (reedição, 2008).



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca