MASP

Oficinas de desenho para crianças

SÁB - DOM/ 14H - 17H
ATÉ 20 PESSOAS
VAGAS LIMITADAS
ATIVIDADES GRATUITAS

No mês de fevereiro, as oficinas do MASP serão dedicadas ao público infantil. A programação propõe o encontro entre artistas visuais atuantes do cenário nacional e crianças entre 8 e 12 anos, para que experimentem juntas as linguagens do desenho, da pintura e da colagem. Anunciando o eixo temático anual, Histórias das mulheres, histórias feministas, as artistas Leda Catunda e Lucia Laguna foram convidadas a propor exercícios de criação a partir de suas próprias pesquisas e poéticas.  

As oficinas pretendem estimular e dar continuidade à incorporação de desenhos feitos por crianças ao acervo do museu, que hoje conta com mais de 600 trabalhos infantis. Essa presença se dá desde os primeiros anos de funcionamento do MASP, com o Club Infantil de Arte, e foi retomada no contexto da exposição Histórias da infância. Assim, o museu deseja criar programas e diálogos permanentes com o público infantil, atravessando diferentes exposições e contextos. 

Organização

Leonardo Matsuhei e Waldiael Braz

Mediação e Programas Públicos, MASP

Oficinas de desenho para crianças

Oficina de pintura e colagem sobre tecido (sáb)

9.2
15h-17h
sab

Nesta oficina, direcionada a crianças entre 8 e 12 anos, a artista Leda Catunda irá propor exercícios de colagem e pintura sobre tecidos estampados com cores e texturas variadas. Os participantes vão explorar diferentes procedimentos criativos comuns na arte contemporânea, como apropriação de imagens gráficas, sobreposição de camadas, seleção e ocultamento de elementos compositivos. As crianças que desejarem podem doar seus trabalhos ao MASP, que tem um conjunto no acervo dedicado especialmente a desenhos infantis.

PROPONENTE

Leda Catunda nasceu em São Paulo, em 1961, onde vive e trabalha. Entre suas exposições individuais, destacam-se as mostras I love you baby no Instituto Tomie Ohtake (São Paulo/SP, 2016), Seleção de obras de 1985 a 2015, no Centro Cultural Banco do Nordeste (Fortaleza/CE, 2015), Pinturas Recentes, no Museu Oscar Niemeyer (Curitiba, 2013), além de Leda Catunda: 1983-2008, retrospectiva realizada na Estação Pinacoteca (São Paulo, 2009). Sua carreira inclui ainda participações em quatro Bienais de São Paulo (2018, 1994, 1985 e 1983), além da Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 2001) e da Bienal de Havana (Cuba, 1984). Sua obra está presente em diversas coleções públicas, como as do Instituto Inhotim (Brumadinho); MAM Rio de Janeiro; Fundação ARCO (Madrid, Espanha); Stedelijk Museum (Amsterdã). Está também na coleção da Pinacoteca do Estado, MAC-USP, MASP e MAM São Paulo.  

Anteriores