MASP

Pablo Picasso

Toalete (Fernande), 1906

  • Autor:
    Pablo Picasso
  • Dados biográficos:
    Málaga, Espanha, 1881-Mougins, França ,1973
  • Título:
    Toalete (Fernande)
  • Data da obra:
    1906
  • Técnica:
    Óleo sobre tela sobre papelão
  • Dimensões:
    53 x 31 x 1,7 cm
  • Aquisição:
    1953
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.00143
  • Créditos da fotografia:
    João Musa

TEXTOS



A pintura Toalete (Fernande), de Pablo Picasso, apresenta Fernande Olivier (1881-1966), companheira do artista entre 1904 e 1909. Os dois se conheceram quando o pintor se mudou para o Bateau-Lavoir, um conjunto de residências e ateliês de artistas em Montmartre, onde Fernande também vivia. O Bateau Lavoir era frequentado por vários artistas dessa geração que viriam a se tornar muito conhecidos, no contexto da chamada Escola de Paris. Fernande posou para mais de 60 pinturas de Picasso, principalmente do período cubista, uma consequência natural da intimidade do casal. A nudez na pintura esteve, ao longo de séculos, personificada em figuras de deusas e ninfas. A imagem da Vênus se olhando no espelho é frequente nesse rol de referências artísticas, que inclui obras de Ticiano, Rubens e Velázquez. Seja pelo tema ou pela paleta, a pintura de Picasso dialoga mais diretamente com uma tradição histórica. A obra do MASP é próxima de uma série de obras realizadas em 1906, que culminaram na tela que hoje pertence à coleção Albright-Knox. Também vemos uma enorme semelhança entre a figura que segura o espelho com a pintura Mulher com leque (1905), em sua roupa e posição das mãos. Construída em tons mais claros e coloridos que a obra do MASP, a paleta da tela da Albright Knox é mais próxima do período do trabalho de Picasso que chamamos de fase rosa, na qual o artista usa cores mais terrosas, próximas dos laranjas e rosados.

— Equipe curatorial MASP, 2020






O tema da toalete, no qual o artista se aprofunda neste período, filia-se evidentemente a uma multiplicidade de temas renascentistas e barrocos, desde as Toaletes de Vênus ou de Diana, até as Toaletes de Betsabá, e sobretudo as cenas de Vanitas, iconografias de origem predominantemente italiana, nas quais uma jovem nua é representada em seu banho, geralmente assistida por uma serva que lhe mostra um espelho. A composição guarda efetivamente a força excepcional de um baixo-relevo antigo, e não por acaso ela foi requisitada para fazer parte da exposição Picasso e l’Italia, promovida em Verona em 1990. A tela do Masp, Toalete (Fernande), foi pintada em 1906, em Gózol, numa época em que Picasso realizou diversos desenhos de temática similar, dos quais cinco foram conservados, e que culminam finalmente com a tela que se encontra na Albright-Knox Art Gallery de Buffalo, nos Estados Unidos (Zervos 1932, I, 325). O modelo é sempre Fernande, com quem o artista desenvolve uma intensa relação afetiva durante esses anos.

— Autoria desconhecida, 1998


Fonte: Luiz Marques (org.), Catálogo do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo: MASP, 1998. (reedição, 2008).



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca