MASP

Oscar Pereira da Silva

A renúncia de ser rei – Aclamação de Amador Bueno, 1931

  • Autor:
    Oscar Pereira da Silva
  • Dados biográficos:
    São Fidélis, Rio de Janeiro, Brasil, 1867-São Paulo, Brasil ,1939
  • Título:
    A renúncia de ser rei – Aclamação de Amador Bueno
  • Data da obra:
    1931
  • Técnica:
    Óleo sobre tela
  • Dimensões:
    65 x 87 x 1,5 cm
  • Aquisição:
    Doação Luís Pinto Thomasem memória de Osmar Radler de Aquino, 1962
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.00305
  • Créditos da fotografia:
    João Musa

TEXTOS



A Renúncia de Ser Rei – Aclamação de Amador Bueno trata-se de um esboço para a grande tela (170 x 225 cm), representando a aclamação de Amador Bueno, conservada no Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo do Estado de São Paulo. Ouvidor da capitania, provedor e contador da Fazenda Real, Amador Bueno Ribeira, morto em 1649, era um fazendeiro em São Paulo, natural de Sevilha, na Espanha, e descendente da antiga família portuguesa dos Pires. Quando, em 1640, Portugal recupera a independência em relação à coroa da Espanha, os habitantes de São Paulo rebelam-se contra o antigo colonizador português e decidem proclamar como rei de São Paulo, em 1641, Amador Bueno, o qual recusa o título, refugia-se no convento de São Bento e reitera publicamente sua fidelidade ao rei de Portugal, Dom João IV. A obra figura o momento em que Amador Bueno, diante do mosteiro de São Bento, renuncia ao título real.

— Autoria desconhecida, 1998


Fonte: Luiz Marques (org.), Catálogo do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo: MASP, 1998. (reedição, 2008).



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca