MASP

Giampietrino

A Virgem amamentando o Menino e são João Batista criança em adoração, 1500-20

  • Autor:
    Giampietrino
  • Dados biográficos:
    Milão, Itália, 1495-1540
  • Título:
    A Virgem amamentando o Menino e são João Batista criança em adoração
  • Data da obra:
    1500-20
  • Técnica:
    Óleo sobre tela
  • Dimensões:
    86 x 68,5 x 2 cm
  • Aquisição:
    Doação Thereza Bandeira de Mello e Silvério Ceglia, 1947
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    MASP.00018
  • Créditos da fotografia:
    João Musa

TEXTOS



O tema da lactação virginal ou da Virgo lactans, representado já no século II na catacumba de Priscilla, é o mais antigo na ico- nografia mariana. Sua fonte literária é Lucas 2, 27, reiterada em Santo Agostinho (“Intumescunt ubera Virginis et intacta manent genitalia Matris”), mas suas origens são pré-cristãs e remontam ao grupo egípcio de Isis Amamentando Harpócrates, cristianizado posteriormente pela arte copta (Réau 1957, II, p. 96). A obra faz emergir com habilidade de um fundo escuro per- sonagens saturadas de sfumato leonardiano. Detectam-se com não menor evidência na invenção cênica componentes típicos das Virgens de Leonardo. O Menino Jesus, por exemplo, está em posição invertida em relação ao Menino da assim chamada Madonna Litta, do Hermitage, datada em geral de c. 1490, enquanto a paisagem fantástica entrevista pela janela, com suas montanhas e atmosfera extraterrenas, é de um leonardismo ortodoxo. De modo geral, Giampietrino vale-se de motivos bem estabelecidos na tradição quatrocentista: o piso ladrilhado que escande com metro preciso a sucessão em profundidade dos planos, a janela que introduz a paisagem em contraponto ao cubo espacial, e o cortinado, com sua simbologia cênica diversa. A coluna decora- da com folhas de parreira é supostamente alusiva ao mistério da Eucaristia e, como a cruz abraçada por São João Batista, prenuncia misticamente o sacrifício. É notável o fato de que a figura e a posição da Virgem são praticamente idênticas a uma obra de mesmo tema, conservada em Highnam Court, Gloucester, na Inglaterra, a qual Ottino della Chiesa (1967, p. 113) atribuiu hipoteticamente também a Giam- pietrino. Segundo Suida ( apud Ottino della Chiesa), a obra, gra- vada em 1691, derivaria de um modelo perdido de Leonardo da Vinci, datada de c. 1490. A obra do Masp, A Virgem Amamentando o Menino e São João Batista em Adoração, por sua composição mais distendida e pela caracterização mais narrativa das perso- nagens, além de não poder ser considerada uma derivação stricto sensu de Leonardo da Vinci, deve ser datada de um momento mais tardio, possivelmente por volta dos anos de 1500-1520.

— Autoria desconhecida, 1998


Fonte: Luiz Marques (org.), Catálogo do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo: MASP, 1998. (reedição, 2008).



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca