MASP

José Pancetti

Itapuã, Salvador, BA, 1953

  • Autor:
    José Pancetti
  • Dados biográficos:
    Campinas, São Paulo, Brasil, 1902-Rio de Janeiro, Brasil ,1958
  • Título:
    Itapuã, Salvador, BA
  • Data da obra:
    1953
  • Técnica:
    Óleo sobre tela
  • Dimensões:
    46 x 55,5 cm
  • Aquisição:
    Comodato MASP B3 – BRASIL, BOLSA, BALCÃO, em homenagem aos ex-conselheiros da BM&F e BOVESPA
  • Designação:
    Pintura
  • Número de inventário:
    C.01227
  • Créditos da fotografia:
    MASP

TEXTOS



Um dos principais pintores de marinhas na arte brasileira, Pancetti (1902-1958) compôs, em trabalhos do final de sua carreira, representações praieiras em que se nota uma maior preocupação com a composição formal das paisagens, resumidas a cores, volumes e faixas estilizadas e bem destacadas. Isso se dá em Itapuã, Salvador, BA (1953), da série Bahia. Nesta tela, vê-se um mar calmo, marcado com o reflexo da espuma das ondas, representadas por faixas horizontais esbranquiçadas; notam-se alguns poucos banhistas distantes, à beira-mar, identificados por pontos de cor; a maior porção da tela é composta pela praia, chapada em diferentes tons, com barcos atracados. O artista organiza a composição entre a água, a areia e as embarcações através de planos cromáticos justapostos horizontalmente. A geometria persiste na maneira como ele retrata as folhagens secas em traços diagonais sobrepostos por manchas pretas e marrom — tons que trazem elementos gráficos à pintura. Destaca-se a forma como ele pintou as rochas, fazendo-as sobressair no mar e na pintura por meio de uma textura criada pelo acúmulo de pigmentos. O tamanho reduzido deste e de outros trabalhos de Pancetti revela seu método de pintura de observação solitária ao ar livre. As marinhas do pintor acabam por traduzir uma experiência sentimental com aqueles lugares; ao mostrar aquilo que observava, o artista parece revelar também a sua interioridade. O MASP possui cinco pinturas do artista em seu acervo.

— Guilherme Giufrida, assistente curatorial, MASP, 2018


Fonte: Adriano Pedrosa, Guilherme Giufrida, Olivia Ardui (orgs.), Da Bolsa ao Museu – comodato MASP B3: arte no Brasil, séculos 19 e 20, São Paulo: MASP, 2018.



Pesquise
no Acervo

Filtre sua busca